18 Agosto 2014

Pleno mês de Agosto









Já me tinha esquecido do quanto o Porto conseguia ser quente em Agosto. No Miradouro da Vitória a luz branca tornava difícil percorrer a paisagem de telhados e só apetecia uma sombra que não havia.
Passar mais um dia em Braga. Voltar para casa com duas plantas novas, as mais baratas de todas, o que as tornava ainda mais bonitas, compradas numa florista de rua.
Voltar aos padrões tendo uma vaga ideia onde os irei aplicar, por enquanto as folhas do caderno vão-se enchendo de outras folhas.

07 Agosto 2014

▲GIVEAWAY▲


Os postais que as namoradas, as mães, as avós, as irmãs, as sobrinhas, as primas e os amigos, iam adorar receber.
É um Giveaway pequenino, mas cheio de boas intenções. 
Para te candidatares a receber um destes postais, à tua escolha, basta :
1. Gostar e deixar um comentário na página do facebook
2. Fazer uma partilha do post visível ao público
O vencedor ou vencedora será divulgado dia 29 de Agosto. Boa sorte! 

31 Julho 2014

A florir o Agosto


Numa casa quase ao abandono, alguém deixou para trás a Bíblia, um roupeiro com roupas fora de moda, até uma dentadura largada numa gaveta da cómoda e estes naperons enrodilhados em cima duma cama. Encontrei-os encardidos dos anos de pó que acumularam. Só depois de lavados se revelaram os diferentes tons de rosa, com certeza foram trabalhados em fio branco, finíssimo e mais tarde tingidos manualmente, com alguma das muitas receitas caseiras, chá ou cebola, são as que me lembro de ouvir nas conversas entre a tia e a avó.
Por estes dias, entre outras coisas, ando ocupada a envasar plantas. As suculentas deram filhos e os filhos deram flores. Pela primeira vez junto as duas palavras que primeiro me vêm à cabeça, é que florir rima com parir. E se é assim nas árvores de fruto, onde uma flor origina um fruto, nas suculentas as flores são de uma subtil inutilidade, só geram beleza e contemplação, o que também é imprescindível. 
As duas últimas imagens, são de Braga, numa das muitas horas que lá tenho passado, horas de espera entre uma coisa e outra.
Julho chega ao fim e Agosto promete ser, aquele mês. Espera-se que muito vá acontecer, o balanço do caminho a traçar com a Mi Mitrika, finalmente revelar o projecto em que ando metida, várias inaugurações, incluindo a de uma vida nova... A ver vamos como se porta o Agosto, para já começa florido e esperançoso. A ver vamos como se porta o Agosto!
...
Para este mês d' Agosto, a música só podia ser esta.

29 Julho 2014

Jogos


As primeiras são pequeninas e americanas, as segundas são portuguesas. Cartas de jogo para diversos jogos.
Um tabuleiro de Corridas de Cavalos da também portuguesa e extinta Majora.
Apoio qualquer intenção de reproduzir alguns dos mais emblemáticos produtos da marca, mas por muito que se faça, é impossível reproduzir o encanto de manusear um livro ou um jogo com dezenas de anos e que passou pelas mãos de pelo menos três gerações.