09 maio 2012

Destes dias e doutros



São poemas, adivinhas, pensamentos, registados com esmero e quase todos familiares. Postais, negativos e fotografias, muitas com anotações, outras, sem nada que as ligue a esta geração mostram-nos rostos que nunca vamos poder tratar pelo nome. 
Eu cada vez mais a aprender a ser mãe, que não é coisa adquirida desde o dia em que eles nascem e 22 anos de treinos não me ensinaram tudo o que preciso para lidar com uma rapariga de 13. Eu ainda a crescer como filha, sentir que agora como mãe, descubro como ser melhor filha. Uma fotografia para a minha mãe, não sei se ela se lembra do momento, mas acho que vai gostar de nos ver... estamos todos a torcer por ti...
Nas últimas compras de retrosaria, trouxe tecidos e uma reprodução da rua e da casa onde agora está o nosso Avesso.
Rendas antigas e um gato que não aprecia crochet, mas não perde uma oportunidade para se esconder, pensa ele...

2 comentários :

  1. the old crochets are very lovely

    ResponderEliminar
  2. I agree. The crochets are so pretty. Totally in love with them.

    ResponderEliminar