Ceci est la couleur de mes rêves

16 setembro 2013

A vida regenera-se, com a naturalidade própria, força de vontade, amizade e poesia. E se há dias em que ainda não se vislumbram melhoras para o futuro, há outros em que se tem a coragem de afirmar publicamente, "Há de vir o dia em que em vez de correr num campo de urtigas, caminharei num de papoilas, nem que para isso tenha de o semear." 
Pegar num colar antigo, há muito desmanchado, recuperar uma conta de marfim e duas de Viana (com um trabalhado bem mais bonito que as actuais), uma conta de feltro de lã e uma de madeira e como contas de um rosário enfiá-las por uma ordem específica e obter um colar novo e já agora uma nova vida.

3 comentários :

  1. Lovely necklace. I have the same postcard in my bedroom...

    ResponderEliminar
  2. Belo!!!
    Estou feliz,
    você está de volta

    ResponderEliminar