Rosa chá

13 abril 2013



Passaram uns dias, muito poucos, mais exactamente dois, e novamente um post com rendas, mas não só! Era inevitável.
O pano recebi-o há umas semanas, tem mais de cem anos e pertencia à minha avó, à filha, à neta e será da bisneta. Antes de ser novamente guardado tinha de o fotografar e partilhar. Acho que merece.
...
Pelo meio de cadernos manuscritos com registos de poemas, adivinhas, citações e pensamentos, descobri este pequeno papel dobrado, onde se lê, rosa chá, com a caligrafia que reconheço ser da minha avó. Sei da verdadeira paixão dela por plantas, sei que há uma variedade de rosas com esse nome, mas daí a escrevê-lo num papel dobrado contendo lá dentro corações recortados em vários papéis e feitios, vai um sem número de perguntas para as quais não tenho resposta. Faz parte do encanto destes tesourinhos "perdidos" no meio dos livros, o não conhecermos a sua história na totalidade e isso dá azo a tantas interpretações...
Tenho por hábito guardar no meio das agendas e cadernos que trago sempre comigo, folhas, papéis, pequenos recortes, desenhos... quem sabe um dia alguém há-de especular sobre o sentido de tudo isso.
...
Mais um bule da minha pequena e selectiva colecção.
... 
Sementes de umas florzinhas silvestres que durante uns dias mantiveram o Avesso em tons de azul.

9 comentários :

  1. Que bonito..., tudo. :))

    ResponderEliminar
  2. Sem querer repetir o que a Vera João Espinha disse... Tens aí um verdadeiro tesouro! (Opsss! Repeti-me ;P)

    ResponderEliminar
  3. Lindo pano.... Heranças assim nao tem preço!

    ResponderEliminar
  4. Olá! Tão lindo esse pano! O pormenor da chávena ser aberta, dá um toque muito especial... Tem pontos de bordado que são obras primas...
    Parabéns, tinhas uma avó muito sensível e muito bonita...
    ; )

    ResponderEliminar
  5. Tudo é bom ... tudo é poético ... pano, papeis, avó...¡beleza!

    ResponderEliminar
  6. Maravilhosa herança não só o pano como tudo o resto, que com tu dizes são "encantos de histórias perdidas"!
    Também herdei muitos panos, rendas, lençóis a maior parte deles bordados pela minha avó, tenho pena de não saber as histórias deles e vou ficar eternamente na duvida...

    ResponderEliminar
  7. estou a pensar fazer um paninho para por o bule e a chávena do chá, este é uma excelente ideia, também adoro tradições familiares e tenho a certeza que esse paninho ainda vai conhecer muitas caras novas

    ResponderEliminar
  8. que maravilha..estou encantada!
    o pormenor da chávena, as cores, os pontos, tudo!

    ResponderEliminar