16 Janeiro 2013

2013 Give me five






Depois da passagem de ano a contar passas, 12 uma por cada mês, entrei nele cheia de garra a contar agulhas, 5 uma por cada dedo. Se começar o ano a fazer meias fosse um bom presságio, cá em casa estávamos todos descansados. 
Descrente como estou quanto ao que de bom possa trazer 2013, antevendo um esforço que receio venha a ser em vão, mas com aquela força de quem prefere quebrar que vergar e por obrigação vai vergando (um pouco como as agulhas em bambu) para evitar quebrar (neste caso fechar), vou-me mentalizando para o pior e até para o melhor,  já comecei a arregaçar as mangas.

3 comentários:

  1. Pronto... deste me a ideia e lá estou eu um dia destes a ir à Retrosaria buscar uma lã Noro para fazer uma coisa destas ;)

    ResponderEliminar