04 dezembro 2010

Filhoses | flocos de neve
























Com a cabeça já ocupada a pensar nos doces típicos de natal, decidi-me a experimentar uma receita de filhós ou filhoses (gosto mais de dizer filhoses) de forma, por sempre as ter achado uma das sobremesas mais bonitas que temos por cá. Encontrei as formas por acaso numa drogaria e desde aí, até encontrar a receita que me pareceu mais bem elaborada, com poucos ingredientes mas bons e sem levar muita gordura, como é costume nas tradicionais da Beira Baixa, foi um passo. Ou vários, não é fácil fazer estes flocos de neve em casa, de modo a saírem perfeitos, finos e estaladiços. Requer ter em atenção alguns pormenores que são os verdadeiros segredos do bom resultado. Filhoses como estas vão servir de base a uma sobremesa nova que estou a imaginar para a época de natal. 
Enfeites antigos, de antigos natais, ficaram eles e algumas recordações... cheiros a rabanadas quentes e mexidos acabados de fazer.

6 comentários :

  1. és uma artista tb culinária ! :-)
    e esse anãozinho ?

    ResponderEliminar
  2. Gosto de cozinhar e gosto muito de comer! :-)
    O anãozinho e os outros enfeites são o que resta dos natais em casa da minha avó, além das recordações e também de algumas receitas de doces, outra vez a comida!

    ResponderEliminar
  3. Que bonitas que ficaram as filhoses Alexandra. E o anãozinho é um mimo :-)

    ResponderEliminar
  4. Custou a acertar com a mão, as primeiras não saíram muito bem, mas depois de apanhar o jeito... desfaziam-se na boca! Gosto especialmente da cara de "maroto" do anãozinho, não te parece? Gosto que passes por aqui! bj

    ResponderEliminar
  5. Sim, é muito bonito. De que é feita a cabeça? É cera? Foi feito por alguém da tua família?

    ResponderEliminar
  6. Agora até me ri, não, não é assim tão precioso... a cabeça é de plástico e já foi feito na china, é um vintage made in China! :-)

    ResponderEliminar